Naturalis - Excelência em Qualidade

Omega 3 DHA


Voltar

Os Ácidos Graxos Poli-insaturados Omega-3 não são produzidos pelo corpo humano, e por isso, devem ser obtidos por meio da alimentação. O Ácido Graxo Docosahexaenóico (DHA) participa da constituição do córtex cerebral e da retina. Além disso, a forma dos ácidos graxos em Triglicerídeos (TG), naturalmente presente nos peixes de água gelada, garante um aproveitamento 70% superior quando comparado à forma dos ácidos graxos em Etil Ester (EE), presentes em outros óleos de peixe.

APRESENTAÇÃO Embalagens com cápsulas de 1000mg

COMPOSIÇÃO Cada cápsula contém Óleo de Peixe rico em Ácidos Graxos Poli-insaturados Omega-3 com alta concentração de DHA.

COMPOSIÇÃO DA CÁPSULA Gelatina Farmacêutica, Glicerina e Água.

MODO DE USAR DHA 250 - Adultos: aconselha-se a ingestão de três cápsulas, duas vezes ao dia, antes das principais refeições.
DHA 500 - Adultos: aconselha-se a ingestão de uma cápsula, três vezes ao dia, antes das principais refeições.

CUIDADOS DE CONSERVAÇÃO Conservar ao abrigo de luz, calor e umidade.

ADVERTÊNCIAS

Não contém glúten. Não contém fenilalanina.

"O Ministério da Saúde adverte: Não existem evidências científicas comprovadas que este alimento previna, trate ou cure doenças."

"Pessoas que apresentem doenças ou alterações fisiológicas, mulheres grávidas e lactantes devem consultar o médico antes de consumir este produto."

"Pessoas alérgicas a peixes e crustáceos devem evitar o consumo deste produto."

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. CRAWFORD, M.A.; BLOOM, M.; BROADHURST, C.L.; SCHMIDT, W.F.; CUNNANE, S.C.; GALLI, C.; GEHBREMESKEL, K.; LINSEISEN, F.; LLOYD-SMITH, J.; PARKINGTON, J. Evidence for the unique function of docosahexaenoic acid during the evolution of the modern hominid brain. Lipids 1999, 34, S39–S47.

2. CRAWFORD, M.A.; BLOOM, M.; CUNNANE, S.; HOLMSEN, H.; GHEBREMESKEL, K.; PARKINGTON, J.; SCHMIDT, W.; SINCLAIR, A.J.; BROADHURST, C.L. Docosahexaenoic acid and cerebral evolution. World Rev. Nutr. Diet. 2001, 88, 6–17.

3. CUNNANE, S.C.; CRAWFORD, M.A. Survival of the fattest: fat babies were the key to evolution of the large human brain. Comp. Biochem. Physiol. A Mol. Integr. Physiol. 2003, 136, 17–26.

4. MCMURRY, J.; CASTELLION, M. Fundamentals of General, Organic and Biological Chemistry, 2nd ed.; Prentice Hall: New Jersey, NJ, USA, 1996.

5. HOLMAN, R.T. Nutritional and metabolic interrelationships between fatty acids. Fed. Proc. 1964, 23, 1062–1067.

6. BEARE-ROGERS, J.; DIEFFENBACHER, A.; HOLM, J.V. Lexicon of Lipid Nutrition (IUPAC Technical Report). Pure Appl. Chem. 2001, 73, 685–744.

7. WELCH, A.A.; SHAKYA-SHRESTHA, S.; LENTJES, M.A.H.; WAREHAM, N.J.; KHAW, K.T. Dietary intake and status of n-3 polyunsaturated fatty acids in a population of fish-eating and non-fish-eating meat-eaters, vegetarians, and vegans and the precursor-product ratio of -linolenic acid to long-chain n-3 polyunsaturated fatty acids: Results from the EPIC-Norfolk